Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

18/07/2013

Tecidos tecnológicos são usados na moda

desenvolvimento tecnológico proporciona a aplicação de novas funções aos tecidos e a criação de novos materiais. Muitas vezes, essas inovações são produzidas para o setor esportivo, proporcionando maior conforto e adaptabilidade da roupa ao corpo do atleta. A moda se apropria dessas novidades e produz peças de vestuário em larga escala para o público.

Um exemplo disso é a gabardine, um tecido originado na Primeira Guerra Mundial que tem como característica principal a impermeabilidade. Este material foi utilizado pelo aviador inglês Sidney Cotton que considerava suas roupas desconfortáveis em função do exercício da aviação e necessitava de algo resistente ao vento.

Enquanto a tecnologia avança, as perspectivas no que se refere à novas e especiais fibras têxteis também se ampliam e trazem ao cotidiano da sociedade tecidos tecnológicos. Um caso desses é um material de tecnologia espacial que resulta em um tecido com memória, que pode ser esticado e deformado, voltando a sua forma original, e não estamos relacionando o fato com a LYCRA®.

 

Tecidos tecnológicos com estrutura de fibra óptica iluminam-se em diversos tons/ Reprodução

 

Este material foi utilizado na criação de uma camisa “programada”, quero dizer, de acordo com o aumento da temperatura ambiente, as mangas da peça se reduziriam relativamente. Além dos novos materiais, pode-se aplicar tratamentos e aditivos nas fibras e fios, gerando tecidos tecnológicos e proporcionando novas funções ao material tradicionalmente utilizado. A partir desta técnica, pode-se criar tecidos com as seguintes propriedades:

– Antiácaros: evita que esses parasitas permaneçam próximos ao corpo ou ambiente;
– Anti-UV: atuam como protetores solares, filtrando os raios nocivos à pele;
– Antichamas: evitam com que o fogo se espalhe e contém as chamas;
– Tecidos com teflon: evitam manchas, são impermeáveis e não amassam;
– Antiestresse: possuem partículas agregadas às fibras que, durante o uso, liberam óleos com função relaxante;
– Antibacteriológicos: não combate totalmente as bactérias, podendo combater os: atuam no sentido de eliminar os odores da transpiração, combatendo as bactérias. Porém, não elimina a totalidade desses agentes;
– Termorreguladores: a estrutura do tecido se expande quando exposta a baixas temperaturas;
– Termocromáticos: mudam de cor de acordo com a temperatura do corpo;
– Refletores ópticos: refletem luz mesmo em locais em que há pouca iluminação. São bastante utilizados em vias de trânsito e por esportistas noturnos.

Existem outros tipos de tecidos tecnológicos, uma variedade que aumenta gradativamente com o desenvolvimento de novas tecnologias. Essas inovações nos circundam nesta sociedade de crescimento exacerbado – principalmente em alguns setores como o da moda -, gerando outros pensares estéticos e alterações na funcionalidade da roupa – de acordo com o clima, ambiente e até mesmos sensações individuais.

Por Roberto Rubbo
Professor do Senac Lapa Faustolo

 

4 respostas para “Tecidos tecnológicos são usados na moda”

  1. matheus disse:

    obrigado pelo conteúdo :3

  2. matheus disse:

    obrigado pelo conteúdo meu consagrado ^^

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

20/08/2019

Ganhe eficiência na modelagem de roupa com o Audaces 360

Escrito por Audaces

sala-de-corte-4.0

13/08/2019

Sala de corte 4.0: planeje e controle a sua produção com mais assertividade

Escrito por Audaces

08/08/2019

Conheça as previsões para a indústria da moda até 2025

Escrito por Audaces