Saiba como se faz o efeito bigode no jeans

Por Fabiano Reis 
Docente das áreas Têxtil e Vestuário, Mestre em Política Científica e Tecnológica e Sócio da Carlota Reis Camisaria Feminina.

Olá, leitor (a)! Os próximos posts do blog “Falando de Produção” vão apresentar alguns processos de lavanderia do jeans. Todos os processos, como o efeito bigode, do qual vamos falar hoje, são realizados com a finalidade de imitar o efeito de desgaste natural que a roupa passa a apresentar com o tempo de uso.

O efeito bigode é o processo de desbote (físico ou químico) usado para imitar o efeito de desgaste natural que a roupa ganha à medida que é utilizada. Esse processo pode ser realizado das seguintes maneiras:

•    Lixado; 
•    Used (pulverizado); 
•    Escovado;
•    Pincelado; 
•    Com jato abrasivo; 
•    Laser; 
•    Pigmento; 
•    Jato de corante.


Efeito bigode produz desgaste natural no jeans
 


Máquina de impressão a laser

Fonte: Sistema de Laser Blastex, 2015.

Para produzir o efeito bigode são necessários alguns recursos: 
•    Abrasivos (lixa, jato, laser) ou; 
•    Desbote (Permanganato de Potássio, Hipoclorito de Sódio) ou;
•    Para coloração (corantes, pigmentos).
E como fazer o efeito bigode em larga escala? Moldes, como a prancha de madeira com desenhos, são recursos criados para melhorar a reprodutibilidade dos efeitos. Os equipamentos de proteção individual (EPIs) para fazer esse processo são: máscara respiratória, luvas, protetor auricular, óculos de segurança e avental de raspa caso seja usado o jato abrasivo (Tavex, 2007).

Não perca os próximos posts, nos quais vamos falar dos processos: jato abrasivo, lixado e rebolo puído.

Leia mais:
Jeans: trajetória da peça que alcançou status de ícone da moda
Calça jeans: estilo atemporal
Acabamentos no jeans garantem qualidade da peça

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *