Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

23/07/2015

Conheça vantagens da padronização de medidas do vestuário

Há tempos ouvimos falar sobre a padronização de medidas do vestuário, seja masculino, feminino ou infantil. Porém, o que dificulta um pouco essa padronização no Brasil é o fato de sermos um país com muita miscigenação. Aqui temos descendentes de indígenas, portugueses, africanos, alemães, italianos, entre outros povos, que possuem corpos com biótipos diferentes. E aí, diante dessa diversidade, como padronizar?

Bom, existem algumas instituições que estão trabalhando em conjunto nessa pesquisa e estudo, como ABRAVEST, ABNT e Sebrae, entre outras. O Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (CETIQT), do Senai, por exemplo, já desenvolveu um estudo antropométrico.

E você leitor (a), o que acha dessa padronização? Acredita que no seu segmento e na sua confecção seja possível implantar alguma padronização da tabela de medidas? Que tal dar uma olhada nas vantagens de se padronizar e no que você pode fazer caso se interesse pelo assunto. Acompanhe.

Veja, em seguida, algumas vantagens da padronização de medidas do vestuário

  • Facilita a compra do consumidor nacional e internacional.
  • Processo produtivo mais econômico e sustentável por evitar ponta de estoque para liquidação.
  • Melhor qualidade de caimento.
  • Melhoria no conforto do consumidor.
  • Unifica as regras de medidas de uma confecção para outra.
  • Facilita identificação de tamanhos na hora da compra.
  • Facilita a venda pelo comércio virtual.
  • Evita que o consumidor perca tempo e dinheiro.

A seguir, conheça também alguns benefícios da adoção da padronização de medidas do vestuário, citados pelo diretor do Departamento de Tecnologia do Instituto Brasileiro do Vestuário (IBV), da ABRAVEST, Alexandre Gonçalves de Melo.

  • Haverá uma diminuição das provas de roupas para se encontrar o tamanho correto conforme o biótipo.
  • O consumidor perderá menos tempo na compra. Já o lojista conseguirá atender a um número maior de clientes, além de reduzir o custo operacional.
  • A troca de roupas também será feita em uma menor frequência, principalmente quando as peças são destinadas para presente. A compra do presente será baseada na real medida da pessoa e o risco de errar o tamanho será bem menor.
  • Outra vantagem é a venda de artigos do vestuário pela internet, ação que ainda é pouco explorada no Brasil. Nos EUA, por exemplo, esse mercado tem sido cada vez mais explorado, gerando uma venda de aproximadamente US$ 27 bilhões/ano. No Brasil, a Posthaus, uma loja multimarca virtual, disponibiliza o download de uma fita métrica que o consumidor imprime e tira suas próprias medidas.

Após verificar que na sua empresa é possível a padronização de medidas do vestuário, veja em seguida algumas ações que podem ajudar você nesse processo de acordo com as indicações do SEBRAE.

  • Revisar suas tabelas de medidas, para verificar qual padrão tem sido praticado.
  • Comparar com os padrões das principais marcas nacionais e internacionais.
  • Acompanhar o desenvolvimento dos estudos nacionais finalizados e em andamento, nos portais do Senai/Cetiq e ABNT.
  • Comparar os resultados dos estudos nacionais com os padrões internacionais.
  • Definir quais padrões internacionais (EUA, Inglaterra, Europa) serão incluídos junto à numeração nacional nos produtos.
  • Avaliar com a equipe interna as dificuldades encontradas com a tabela de medidas em uso.
  • Avaliar com a equipe interna os impactos da revisão das tabelas de medidas.
  • Planejar ações de readequação das tabelas junto à sua própria equipe.

Enfim, o sucesso de uma empresa depende de seu posicionamento diante da concorrência, para isso é importante ter atenção a alguns fatores determinantes: cumprimento de prazos de entrega, conformidade entre qualidade e custo do produto, diferenciação de produto, atendimento e modelagem.

A modelagem exerce grande influência na decisão de compra do consumidor. Com uma grande oferta de produtos, muitas vezes semelhantes, o consumidor irá optar pelo produto que lhe agrade não só pelo estilo e pela cor, mas principalmente aquele que melhor lhe vestir, ou seja, o que tiver uma melhor modelagem.

Que tal pensar nessa padronização?

Referências

HOEPERS, Patricia Fernanda. Critérios de medidas na modelagem feminina para produção do vestuário em série: Patricia Fernanada Hoepers. 2011. 56 p. ; Trabalho de Conclusão de Curso (graduação) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Artes, Curso de Moda, Florianópolis, 2011. Disponível no link. Acesso em: 28 jan. 2015.

SEBRAE. Boletim Como driblar a fata de padronização nas medidas do vestuário nacional. Disponível no link. Acesso em: 28 jan. 2015.

Leia Mais:
Tabela de medidas e seus dramas
Tabela de medidas: divisão do corpo
Graduação de modelagem usando a tabela de medidas 

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

custos-invisiveis-moda-audaces

16/10/2020

O que são custos invisíveis e como eliminá-los da confecção de moda

Escrito por Audaces

gerente-de-producion-actividad-profesional

15/10/2020

Gerente de produção: o que esse profissional realiza?

Escrito por Audaces

tabela-de-medidas

13/10/2020

Tabela de medidas feminina: diversidade de corpos e o que diz a ABNT

Escrito por Audaces