Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

16/10/2014

Moldes: identificações básicas

Por Francys Saleh
Designer e Docente no curso de design de moda na Universidade Católica de Pelotas (UCPEL)

As modelagens (moulage) finalizadas geralmente são identificadas por uma série de informações essenciais ou códigos, próprios da linguagem interna de cada empresa de confecção, e todos os funcionários envolvidos no processo produtivo devem reconhecê-los.
São eles:

Referência ou descrição do modelo: nome ou código que identifica um modelo dentro da coleção. Por exemplo: VES001V07 ou Vestido Jade Verão 2007. Este número pode ser o mesmo que aparece no código de barras do produto na loja.

Tamanho: número ou letra do tamanho do respectivo molde. Ex. 40 ou Tam: M

Parte componente: descreve-se no molde que o nome da peça faz parte do conjunto de partes do modelo.

Quantidade: informa quantas vezes o molde deve ser cortado para obter um produto completo.

Fio: linha reta desenhada no centro do molde que serve para identificar o sentido em que deverá ser posicionado o tecido para o corte. O sentido de um fio refere-se ao caimento que terá sobre o corpo do usuário. Normalmente, o fio segue os fios de construção do tecido, em especial os de urdume (fio do sentido do comprimento do tecido). Ele também pode ser marcado atravessado, ou em sentido de 45º em relação ao fio de urdume, conhecido como fio enviesado. Quando se trata de tecido com felpa, como é o caso do veludo, a marcação do fio deve ter a mesma direção para todas as partes do componente. O mesmo ocorre com tecidos com estampas em direção única.

Marcações: são detalhes que podem auxiliar a confecção de uma peça facilitando a costura. São os entalhes como piques, que marcam posições de pences, pregas, bitolas de bainhas ou detalhes para encaixe de costura. Também são marcações de furos de bolso, linhas de dobras, aumentos de bainhas, costuras, dentre outros, que servem de guia para riscadores, cortadores e costureiras.

Responsável: é aconselhável identificar o modelista que desenvolveu o trabalho, em especial no caso de empresas que utilizam mais de um profissional.

Data: para monitorar as peças que foram testadas ou não, é importante identificar o molde por meio de datas de execução.

EXEMPLOS:

 

 

 

 

Acervo pessoal

Referência:
SABRÁ, Flávio. Modelagem. Tecnologia em produção de vestuário.

 

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

custos-invisiveis-moda-audaces

16/10/2020

O que são custos invisíveis e como eliminá-los da confecção de moda

Escrito por Audaces

gerente-de-producion-actividad-profesional

15/10/2020

Gerente de produção: o que esse profissional realiza?

Escrito por Audaces

tabela-de-medidas

13/10/2020

Tabela de medidas feminina: diversidade de corpos e o que diz a ABNT

Escrito por Audaces