Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

17/07/2013

História da produção têxtil no Brasil (parte I)

Ao traçar o perfil da indústria têxtil brasileira atual, verifica-se que o setor apresenta números significativos em relação aos parques produtivos de confecção mundial, mas como a indústria chegou até aqui? Como se deu a evolução e produção têxtil no Brasil?

A pesquisa histórica intitulada “150 anos da indústria brasileira” realizada pelos autores Berman, Costa e Habib (2000) para o Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (CETIQT), indicou que as descobertas feitas em lagos pré-históricos suíços, mostraram que o linho era fiado e tecido deste a Idade da Pedra.

No Brasil, é na carta do descobrimento de Pero Vaz Caminha (escrita em Porto Seguro, entre 26 de abril e 2 de maio de 1500 ao rei D. Manuel I) que se encontra a primeira referência da existência de tecidos no país, quando o escritor se refere ao vestuário com o qual as mães seguravam seus filhos.

Os autores explicam que a história da indústria produção no Brasil Colônia começou no final do século XV, quando os mercadores de tecidos iniciaram um sistema doméstico industrial de tecelagem, saindo dos grandes vilarejos e indo para vilas menores providos de matéria-prima e tear.

As cortes portuguesas notaram essa lucrativa fonte de renda, mas eles se alarmaram, pois a colônia deveria ser apenas uma fonte inesgotável de riqueza e esse progresso iria contra esse entendimento. Sendo assim, em 1785, através do alvará de Dona Maria I – a Louca – a instalação de manufatura de tecidos de algodão estava proibida.

“Hei por bem ordenar que todas as fábricas, manufaturas ou teares de algodões, de tecidos, de brilhantes cetins, tafetás ou de qualquer outra qualidade de fazenda de algodão ou de linho, branca ou de cores; (…) ou de qualquer qualidade de tecidos de lã, ou misturados e de tecidos uns com os outros; (…), todas as mais sejam extintas e abolidas em qualquer parte onde se acharem os domínios do Brasil, debaixo da pena de perdimento em tresdobro do valor de cada uma das manufaturas ou teares, e das fazendas que neles houver (…).” (BERMAN et al. 2000 p.39).
 

Na história da indústria têxtil no Brasil Colônia, a produção de manufaturas no Brasil foi proibida / Reprodução site Arquivo Nacional

A história da produção têxtil no Brasil ganhou destaque novamente com a revogação do alvará da Dona Maria I por D. João VI, em 1808, quando a transferência da corte portuguesa para o Rio de Janeiro exigiu novas fontes de renda para financiar o exílio. Nesta ocasião também se abriu os portos às nações amigas e com isso se modificava a estrutura comercial no país, mantendo-se assim, até a independência em 1822.

Por Samira Troncoso
Designer de Moda e Professora na Feevale/ Novo Hamburgo (RS)

Fontes:
– BERMAN, D.; COSTA, S.; HABIB, R.L. 150 anos da indústria brasileira = 150 years of the textile industry in Brazil. Rio de Janeiro: SENAI – CETIQT: Texto e Arte, 2000.
– ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção. (s.d.) Disponível em: http://www.abit.org.br. Acesso em jan. de 2012.
– Alvará que proíbe as fábricas e manufaturas no Brasil. Disponível em: http://www.hist
oriacolonial.arquivonacional.gov.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=978&sid=107&tpl=printerview
. Acesso em jun. de 2013.

 

 

Leia mais:

Indústria de produção têxtil brasileira

Livro 30 anos de moda no Brasil

Produção têxtil: características e propriedades dos tecidos

Museu da moda: a história é recontada pela vestimenta

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

Pink October Campaign Symbol

30/10/2020

Campanha Outubro Rosa: quando a prevenção entra na moda

Escrito por Audaces

custos-invisiveis-moda-audaces

16/10/2020

O que são custos invisíveis e como eliminá-los da confecção de moda

Escrito por Audaces

gerente-de-producion-actividad-profesional

15/10/2020

Gerente de produção: o que esse profissional realiza?

Escrito por Audaces