Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

10/01/2014

Compras online de roupas têm alta taxa de devolução

Empresas da área de moda que atuam com venda pela internet têm sofrido com o alto índice de devoluções das compras. Estima-se que cerca de 50% de todas as roupas adquiridas online são devolvidas às empresas, em geral, pelo motivo de não servir no corpo do consumidor. Essa situação reduz a margem de lucro das companhias e gera um problema quanto a logística desses produtos rejeitados, pois as firmas tem que cobrir os gastos com transporte e armazenagem adicional, além de possíveis prejuízos às peças.

A fim de resolver esse problema – ou de pelo menos minimizá-lo -, empresas caminham em busca de soluções que possam melhorar a experiência dos consumidores com as compras online. Um caminho possível é a criação de um software que auxilie os usuários a comprar as peças de acordo com o seu tamanho, reduzindo as devoluções de produtos.

Ainda para solucionar este problema com as compras online, as empresas estão buscando outras alternativas. A firma UPCload, de Berlim, desenvolveu um sistemas em que os usuários fornecem dados como sexo, peso, altura e idade e escolhem um formato de corpo, entre três opções, que se assemelha ao seu. Solução que deu certo, uma vez que as vendas melhoraram se comparado ao sistema anterior, que utilizava a Webcams para tirar medidas, no qual apenas 15% dos compradores se adaptaram.

 

Compras de roupas realizadas pelas internet tem taxas elevadas de devolução/ Reprodução

É importante destacar que as pessoas gostam de resolver tudo rápido quando fazem as compras online e, de preferência, sem ter que fornecer muitas medidas. Uma forma de dar agilidade ao cliente foi a escolhida pela loja online Otto, que adicionou mais fotos das peças ao identificar que os clientes fazem menos devoluções ao verem mais imagens das roupas. Outra medida adotada pela empresa foi informar os usuários do impacto causado ao meio ambiente com transporte e embalagem quando a mesma peça é pedida em diferentes tamanhos.

Uma outra solução é a encontrada pela companhia sueca Virtusize, que trabalha com a ASOS. A empresa dá a possibilidade dos clientes compararem as medidas das peças que estão interessados com aquelas que estão no guarda-roupas, facilitando a medição e reduzindo a possibilidade de errar o tamanho.

Vale destacar que apesar de cada vez mais difundido, o e-commerce ainda corresponde a uma fatia de apenas 15% das vendas de roupas no mundo. E um dos fatores que gera este baixo número é a relutância dos usuários em adquirirem uma peça sem experimentar. As opções que fornecem “experimentação” na internet podem melhorar esse número, bem como gerar uma melhor satisfação do cliente.

Fonte
Jornal Folha de São Paulo

Leia também…
– E-commerce na moda cresce e movimenta compras online
– E-commerce contribui para a inclusão social e sustentabilidade
 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

modelagem-de-roupas-audaces-360

10/02/2020

Modelagem Digital: recursos para facilitar o dia a dia

Escrito por Audaces

05/02/2020

Conheça o case da Biliton e como aumentaram em 300% sua capacidade produtiva.

Escrito por Audaces

31/12/2019

Gradação: exemplos de como a tecnologia pode ajudar nesse trabalho

Escrito por Audaces