Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

18/08/2020

Passo a passo: como fazer uma ficha técnica completa

Um elemento crucial da comunicação, especialmente para pequenos empreendedores ou freelancers. Com o arquivo técnico, o armazenamento do modelo é facilitado com a documentação correta, reduzindo custos e o uso de espaço e materiais desnecessários. Isso facilita o gerenciamento e a enorme quantidade de tempo e dinheiro economizados.

O que é uma ficha técnica

A ficha técnica é um documento descritivo e essencial no planejamento de uma coleção. Cada descrição fornece informações detalhadas sobre a peça em processo de criação, com todos os suprimentos necessários para sua produção, como o tipo de tecido, decoração, tipo de costura, entre outros. Isso afeta diretamente a qualidade, tempo e custo de produção.

Através deste documento, o estilista pode testar a viabilidade dos modelos e estimar os custos com mais precisão, além de otimizar a comunicação entre todas as etapas do ciclo de fabricação. Isso ocorre principalmente porque essa ferramenta de trabalho está – ou deveria estar – presente em toda a cadeia de produção, do início ao fim.

Alguns itens que compõem a ficha técnica são: cabeçalho, tabela, desenho técnico, fotografia, tecidos, variantes, ornamentos, observações, matéria-prima básica, costura, acabamento e processos. Se o profissional considerar necessário, é possível personalizar o documento para atender suas necessidades e sua realidade.

Vamos dar uma olhada nos pontos que desenvolvemos sobre a configuração básica da ficha técnica:

Cabeçalho

Normalmente, o cabeçalho contém informações básicas como a descrição da peça, o código do produto, dados do estilista responsável, o título da coleção e a data.

ficha técnica audaces

 

Tabela

A tabela, por outro lado, menciona os tamanhos das peças de roupa, como P, M ou G e suas variações, ou em uma escala numérica, por exemplo, 36, 38 e 40. Além disso, contém as quantidades que serão produzidas por tamanho.

Desenho técnico

O desenho técnico é uma parte muito importante da ficha técnica, pois é através dele que o estilista faz uma representação gráfica do modelo que ele criou. Geralmente vem na forma de manequins impressos frente e verso na folha e, em casos específicos, as faces também são mostradas.

Fotografia

Este é um elemento opcional na ficha técnica do guarda-roupa, mas é interessante adicionar referências para ajudar nas outras etapas do processo. O profissional insere neste espaço uma peça que inspirou sua criação. É possível mostrar como as roupas devem cair, por exemplo.

Tecidos

Estas são as principais ferramentas de trabalho para confecção de roupas. Nesse campo, todos os tecidos que serão utilizados na composição do guarda-roupa devem ser descritos, bem como os respectivos códigos de referência, o fornecedor, a composição da matéria-prima, os preços por metro ou quilo e a quantidade. Dessa forma, é possível calcular quanto será gasto de fato em cada peça.

Variáveis

As variáveis referem-se a elementos que compõem a peça, como o tecido. Isso serve como um guia para as próximas etapas de modelagem e costura, por exemplo, quando as roupas devem ter mais de uma opção de impressão. Esta informação é opcional, não é obrigatória.

Detalhes

São os detalhes no acabamento da roupa que dão um toque especial. Para preencher esses campos, são necessários os seguintes dados: código, descrição, fornecedor, custo unitário, unidade de medida, quantidade e custo de produção. É importante também ter o custo individual por adorno utilizado na vestimenta, para evitar que a produção fracasse na etapa de plotagem devido a um alto custo que inviabilizaria sua comercialização.

Observações

Este campo é usado para descrever detalhes específicos sobre o tecido, matéria-prima ou até mesmo um processo.

Matéria-prima básica

É importante ter uma lista de materiais básicos para as roupas, embora esse ponto seja frequentemente esquecido devido ao baixo custo. Porém, é bom ter especificado e dividido por peça qual será o valor que será pago pelo material.

Costura e acabamento

Aqui estão as especificações sobre a costura ou acabamento que será feito nas peças, como reto, sobreposto, borda, overlock, etc.

ficha-tecnica-audaces

Processos

Esta descrição refere-se aos serviços ou atividades necessários à realização da produção, tais como mão de obra, corte, plotagem, embalagem, entre outros. Aqui também é necessário informar quem será o responsável, além dos custos por peça. Você pode evitar vários obstáculos preenchendo corretamente as fichas técnicas, como excesso ou falta de matéria-prima, retrabalho, cronogramas apertados ou imprecisos, inviabilidade da peça ou custos adicionais para a empresa.

As consequências desses erros podem ser catastróficas, mas, no entanto, soluções como a automação desse processo agora são possíveis. Para isso, existem plataformas de planilhas como o Audaces Idea, que auxiliam na construção desses documentos, dos mais simples aos mais complexos.

Embora as fichas técnicas de vestuário não possuam uma estrutura rígida sendo adaptáveis aos interesses e necessidades das empresas, algumas informações são mais comuns e indicadas.

Você sabe fazer uma ficha de dados completa?

Para exemplificar como fazer uma ficha técnica completa, publicamos a seguir, um roteiro com os itens mais importantes e recomendados. Esses elementos mostram alguns dados que podem ser seguidos para a construção de uma ficha técnica.

O passo a passo:

  1. Cabeçalho: Nome da empresa, coleção, código de referência, nome da peça, escala de tamanho (por exemplo, P / M / G, 38/40/42, etc.), tamanho da peça piloto e cera de vedação . Quando a peça piloto é testada, ela recebe um selo e esse número vai para o token.
  2. Desenho Técnico: Apresenta a frente e o verso da peça, mais dependendo do modelo é possível incluir a vista lateral e ampliar alguns detalhes, como bolsos, por exemplo. No desenho técnico é possível apresentar algumas medidas, porém, alguns cartões possuem uma mesa de medidas.
  3. Descrição da peça: É a exposição do modelo com detalhes para formas de decote, cavados, comprimento e acabamentos, utilizando os termos mais técnicos. Esta descrição deve ser sucinta, clara e precisa.
  4. Materiais principais: São aqueles que utilizamos em maior quantidade, ou seja, a principal matéria-prima da peça. Ao registrar a matéria-prima, deve-se informar o nome do material, o código do fabricante, a composição, a largura, o peso, as especificações das lavagens, etc. Esses dados são importantes para facilitar as solicitações de compra e posteriormente, a confecção de rótulos de composição.
  5. Materiais secundários: São os materiais utilizados para apoiar, dar acabamento e finalizar os modelos. Como forros, entretelas, viés, fios, botão, zíper, velcro, aba, rebites, ilhós, etc. Tal como acontece com os materiais principais, o registro detalhado dessas matérias-primas é muito importante.
  6. Etiquetas: São aquelas necessárias ao modelo, além das regulamentadas como composição e lavagem. Como rótulos de marca, rótulos externos, etc. Também é importante registrar os detalhes do fornecedor.
  7. Embalagens: É a descrição dos materiais necessários para embalar e transportar a vestimenta. Por exemplo: Uma camisa tradicional usa prendedores de plástico para a manga, suporte de gola em papelão, papelão dobrável (determina o tamanho da dobra da peça), acetato interno no pescoço, papel de seda, saco plástico e caixa. Neste campo é importante registrar os dados dos fornecedores.
  8. Serviços Terceirizados: Refere-se aos processos de construção do modelo que não são realizados internamente. Por exemplo: estamparia, bordado, lavagem à seco, presilha, etc.
  9. Sequência operacional e de montagem: Esta descrição da ficha técnica refere-se a como as peças de modelagem serão montadas e em quais máquinas serão costuradas. Existe um padrão lógico de sequência operacional para cada modelo, mas pode sofrer pequenas alterações dependendo da facção, pois envolve maquinário e processos. Portanto, as etapas de operação e montagem são listadas com o responsável pela criação da peça piloto (primeira amostra), mas a sequência deve ser confirmada pelo setor de PCP (Planejamento do Controle da Produção).
  10. Tempo ou cronometragem: É o tempo que cada operação leva até que o modelo seja feito. Esses dados são importantes para calcular o custo final da peça. O setor PCP também deve confirmar o momento das operações. Alguns modelos sofrem alterações após temporização, pois na devolução do PCP a peça pode apresentar inviabilidade de produção.
  11. Partes do Modelo: É uma representação gráfica de todos os componentes que fazem parte do modelo e que são necessários para a confecção da peça. Nas empresas com o software Audaces 360, as peças são impressas em pequena escala como representação do giz de uma peça. Esta ficha encontra-se anexada à ficha técnica.
  12. Variantes de cor: São as variações e combinações de cores possíveis para o modelo. Além da variação de cores da principal matéria-prima, também são colocadas aqui variações para estampas, bordados, etc. Deve ser seguido um código de cores de acordo com o fornecedor ou serviço terceirizado, para tecidos e estampas, é comum a utilização de códigos de escala Pantone.

Pronto, agora você sabe fazer uma ficha técnica completa. Se você é empresário e quer impulsionar o desenvolvimento do seu negócio de moda, então vale a pena acompanhar as novas ferramentas tecnológicas disponíveis no mercado. Abaixo, deixamos para vocês um excelente vídeo, mostrando mais detalhes e informações sobre a ficha técnica:

Leia também
Modelo de ficha técnica: descrevendo a peça para a confecção
– Ficha técnica completa de vestuário
– Etiquetagem: cartilha apresenta regras para produtos têxteis

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

28/09/2020

Setembro Amarelo. E a moda com isso?

Escrito por Audaces

24/09/2020

Concurso Be Creative: designers vencedoras contam suas experiências de criação em 4D

Escrito por Audaces

21/09/2020

O que é nicho de mercado?

Escrito por Audaces