Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

24/12/2019

Como conseguir maior velocidade no corte de tecidos

Ganhar em agilidade e segurança no corte de tecidos é uma grande vantagem competitiva para quem atua na indústria da moda. Justamente nesta etapa a eficiência da mão de obra e da tecnologia envolvidas definem se o produto será executado com precisão, economia de matéria-prima e dentro do tempo de entrega estipulado na estratégia comercial. 

Todos estes fatores impactam no preço final da mercadoria e na capacidade da empresa de lançar coleções antecipando-se à concorrência. Acelerar a produção da sala de corte, muitas vezes, exige uma série de readequações. Descubra, neste texto, como sua empresa pode conseguir mais qualidade e velocidade no corte de tecidos e nos processos ligados a esta etapa da sua produção.

Qualidade vs. quantidade no corte de tecidos 

Para acelerar a produção da sala de corte, o componente tecnológico é determinante. Isso porque equipamentos digitais e automatizados, alinhados ao conceito de Indústria 4.0, abrem caminho para processos de enfesto, corte e etiquetagem mais céleres. 

Além disso, a integração dos processos que compõem o ciclo produtivo e o arranjo das máquinas em um layout inteligente também contribuem para este aumento de velocidade. 

Mas antes de avançarmos no tema de como sua empresa pode ganhar em velocidade no corte de tecidos, é importante lembrar que uma produção mais rápida não implica em qualidade inferior. 

Muito pelo contrário: os riscos de se cometer erros no método manual (mais lento) são maiores do que no corte feito de forma automática (mais veloz). Isso porque no primeiro caso os cálculos das medidas, o procedimento de encaixe e o manuseio das lâminas estão sujeitos a falhas humanas, imprecisões, e podem resultar em retrabalho, desperdício e aumento de custo de produção. 

Em uma sala de corte 4.0 não entra em cena o ditado que diz ser “a pressa inimiga da perfeição”. O que se percebe, na prática, é que a velocidade acaba sendo aliada da perfeição. 

Um bom exemplo disso está no procedimento de enfesto: o tecido desliza automaticamente, sem ser esticado ou comprimido inadequadamente, e múltiplas camadas são cortadas ao mesmo tempo com espaçamento zero entre os moldes. Um esquema de produção que é muito mais difícil – para não dizer impossível – de ser realizado manualmente. 

Outro exemplo da relação velocidade-qualidade proporcionada pela automação diz respeito ao encaixe dos moldes no tecido. Com o auxílio de uma solução como o Audaces Encaixe, uma indústria do vestuário pode, com poucos cliques no mouse, otimizar o uso de matéria-prima e enviar mais rapidamente as peças para o corte. 

Isso é possível porque a ferramenta interpreta o desenho técnico e a modelagem e estabelece a melhor distribuição dos moldes, acelerando a transição dos projetos entre as etapas de criação, desenvolvimento e produção.    

Automação é solução para um corte de tecidos mais eficaz!

Como já mencionado acima, investir em tecnologias é o passo mais seguro e com o melhor retorno quando falamos em ganhar velocidade no corte de tecidos. 

O operador de uma máquina de última geração se encarrega, por meio de uma tela touch screen, de inserir os comandos em uma plataforma digital, verificar se os cortes estão sendo realizados em consonância com o planejado e, caso necessário, interromper o processo para fazer os devidos ajustes. Desta forma, sua função não é mais decortar e sim de supervisionar essa etapa da produção de moda. 

Além disso, uma máquina de ponta como a Audaces Neocut Bravo acelera sua produção na sala de corte de diferentes maneiras. Em primeiro lugar, ela faz isso porque nela estão instaladas centenas de sensores que identificam diferentes tecidos, materiais e alturas do enfesto. 

Após essa identificação, a tecnologia se ajusta automaticamente e adota o melhor tipo de corte para cada uma dessas variáveis, isentando a mão de obra de fazer essa adequação, o que resulta em economia de tempo e em maior precisão e qualidade para o processo.   

Importante observar, também, que uma máquina de corte integrada a uma rede digital não opera de forma isolada em relação às etapas anteriores. Ou seja, ela importa automaticamente o projeto desenvolvido previamente nos setores de criação, modelagem e encaixe e corta os tecidos com base nessas informações. 

A velocidade com que os dados circulam dentro do sistema refletem também no momento da produção, tornando-a mais ágil para dar continuidade ao processo fabril.     

A importância de um layout inteligente para uma confecção

Além da tecnologia em si, a disposição dos equipamentos e o arranjo dos recursos de uma sala de corte também contribuem para uma produção mais ágil. Neste sentido é importante pensar em um modelo que favoreça a seguinte sequência: preparação do enfesto, o enfesto em si, o corte de tecidos e, por fim, o descarte e a amarração dos pacotes das peças cortadas. 

Na medida em que se reduzem os espaços de deslocamento de materiais e pessoas no ambiente de trabalho, diminui-se também o tempo perdido em trânsito, gargalos, congestionamentos e máquinas ociosas (que no final do dia podem somar minutos ou mesmo horas de trabalho). Muito mais que uma simples questão de dispor os objetos em uma área, o layout impacta na organização da empresa e na sua capacidade produtiva. 

Por tudo isso, um bom estudo de layout da sala de corte leva em consideração diversos aspectos. Entre eles está a o fluxo linear: um tipo de arranjo que minimiza idas e vindas desnecessárias. 

Na prática, isso se traduz em posicionamentos inteligentes. Por exemplo: manter os rolos de tecido os mais próximos que for possível das enfestadeiras de modo a reduzir o tempo da troca destes rolos. 

A composição da sala de corte leva em conta também o posicionamento das mesas. As áreas de enfestar e para o corte de tecidos devem estar situadas de modo que um corte esteja em andamento ao mesmo tempo que um enfesto está sendo realizado e outro aguarda para ser esticado. 

Este controle de produção garante que os processos ocorram sem interrupções, proporcionando economia de tempo e aproveitamento da mão de obra envolvida.  

 

2 respostas para “Como conseguir maior velocidade no corte de tecidos”

  1. Antônia Evaneide Ferreira Costa disse:

    como conseguir mais informações sobre modas e tecnologia

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

custos-invisiveis-moda-audaces

16/10/2020

O que são custos invisíveis e como eliminá-los da confecção de moda

Escrito por Audaces

gerente-de-producion-actividad-profesional

15/10/2020

Gerente de produção: o que esse profissional realiza?

Escrito por Audaces

tabela-de-medidas

13/10/2020

Tabela de medidas feminina: diversidade de corpos e o que diz a ABNT

Escrito por Audaces