Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

31/10/2019

Como automatizar os processos produtivos da sua marca de moda

A evolução das empresas que atuam na indústria da moda – um setor em que criatividade e inovação são cruciais – firma-se em uma constante busca por melhorias em seus processos produtivos. Em um contexto de consumo onde a fabricação em larga escala convive com a demanda por produtos mais personalizados, a confecção precisa desenvolver novos métodos que proporcionem mais agilidade, flexibilidade, assertividade e segurança em suas rotinas operacionais.

Disso depende não apenas a rentabilidade de um negócio, mas sua própria sobrevivência em um mercado cada dia mais disputado. A transição do modelo manual para o automático e digital é o que promove esse salto simultaneamente quantitativo e qualitativo na produção de vestuário. Se você quer dar essa guinada na sua empresa, continue esta leitura!

Conheça 3 passos para automatizar os processos produtivos da sua empresa

Incorporar elementos da Indústria 4.0 em uma empresa de moda traz diversas vantagens para a confecção. Para começar, essas tecnologias expandem a capacidade produtiva, além de trazerem redução de gastos (e desperdícios) de materiais, melhor aproveitamento do tempo e integração entre diferentes áreas visando uma melhor comunicação interna.

Se você também quer investir na automatização dos seus processos e da sua produção e deseja colher os frutos de migrar de uma produção manual para uma que agrega tecnologia, confira um passo a passo que poderá ajudar sua empresa nessa evolução:

Passo 1: planeje seu investimento em processos produtivos

Automatizar os processos produtivos de uma marca de moda implica, necessariamente, na realização de investimentos. Por isso, a empresa precisa estar preparada internamente e desenvolver um bom planejamento financeiro, conhecer sua necessidade de capital de giro, além de estar sempre atenta às tendências do mercado, ao lançamento de novas tecnologias e ao que outras empresas estão praticando para se destacar da concorrência.

No ponto do planejamento financeiro, que consiste no primeiro passo de todo bom investimento, é fundamental estabelecer ferramentas de controle e avaliação.

Uma delas é o ROI (retorno sobre investimento), que mede a quantidade de dinheiro ganho com relação à quantidade que foi investida. Esse pode ser um instrumento valioso para conferir se os recursos da sua empresa estão sendo alocados no sentido de fazê-la crescer.

Essa mensuração permite visualizar de forma clara se metas predefinidas estão sendo ou não atingidas. Além disso, o conhecimento antecipado da taxa de retorno de um investimento – embora ela tenha o seu grau de riscos e incertezas quanto aos resultados futuros – auxilia na organização da empresa e para que sua marca consiga os fundos necessários junto a outros investidores e instituições de fomento (se for o caso).

Muitas empresas imaginam que a automação dos processos produtivos é um procedimento oneroso e se questionam se isso vale a pena.

Todavia, é preciso considerar que os métodos automáticos reduzem custos de fabricação e potencializam a lucratividade do negócio na medida em que minimizam desperdícios, evitam retrabalho e permitem melhor aproveitamento de tempo e materiais, além de um planejamento comercial mais estratégico e assertivo, o que melhora a competitividade e as chances de lucro da organização no mercado.

Ou seja, fazer um investimento em tecnologia na moda e apostar na automação é uma estratégia de empresas que querem parar de desperdiçar recursos e ter mais fôlego, a curto e médio prazo, para crescer e lucrar mais.

Passo 2: defina quais são as tecnologias essenciais para o seu negócio

Com as finanças em ordem, a empresa precisa se “autoconhecer”, ou seja, realizar um diagnóstico preciso de suas necessidades.

Para isso, examine os pontos fortes e fracos da sua empresa e trace um objetivo claro quanto ao uso de novas tecnologias. Dessa forma, você conseguirá fazer com que sua empresa priorize recursos nas áreas mais importantes em sua rotina produtiva.

Podemos pensar a automação ao dividirmos os processos produtivos em três etapas essenciais:

1. Criação

Ao utilizar soluções como o Audaces 4D, que faz parte da multissolução Audaces 360, o estilista concebe o mix de produtos diretamente no computador, visualiza o caimento das peças em um manequim tridimensional e realiza quantas modificações e simulações forem necessárias antes de produzir uma peça-piloto.

Depois, o Audaces Idea, sistema integrado à etapa de criação, possibilita a geração automática de fichas técnicas que orientarão as etapas seguintes e fornecerão o pré-custo da produção, auxiliando a empresa a precificar os produtos e a decidir sobre a fabricação de novas coleções.

2. Desenvolvimento

A modelagem das peças ganha muito em velocidade e qualidade com as tecnologias de automação, uma vez que os moldes são extraídos com poucos cliques direto do desenho criado no 4D e trabalhados de forma dinâmica e flexível no computador em softwares de sistema CAD.

Com a solução que faz parte do Audaces 360, o usuário pode executar as graduações e modificar as bases existentes a partir de uma experiência intuitiva e fácil de usar.

3. Produção

Otimizar o uso de matéria-prima, processar as filas de encaixes, programar enfestos e cortar com agilidade são ações fundamentais para que uma empresa alcance rentabilidade em larga escala na indústria da moda. A automação atende todos esses requisitos na etapa de produção.

O encaixe dos moldes com espaçamento zero do Audaces 360 garante o melhor aproveitamento de tecidos. Equipamentos inteligentes de enfestar e cortar podem ser monitorados continuamente, à distância, e são capazes de se autorregular de acordo com cada tipo de material, evitando erros humanos.

Esses três processos produtivos podem ser integrados em um todo automatizado, inteligente e sistêmico com a multissolução Audaces 360.

Passo 3: invista em treinamento e profissionalização da sua empresa

A incorporação de novas soluções e maquinários dentro de uma empresa também pressupõe a necessidade de treinamento.

Os seus profissionais deverão se qualificar para operar tecnologias, ainda que elas sejam intuitivas e fáceis de usar. Por isso, o custo dessa capacitação precisa estar contabilizado no investimento inicial. Porém, na era da internet e do compartilhamento, existem muitos conteúdos disponíveis online que podem auxiliar a empresa nesse sentido.

A Audaces, por exemplo, conta com uma ampla base de conhecimento em seu site, além de conteúdos aprofundados nos formatos de e-books, webinars, websérie e podcasts. Também oferecemos capacitação técnica às equipes das empresas que adquirem nossas soluções e criamos parcerias com instituições de ensino para promover saberes relacionados à indústria da moda.

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe-o com os seus amigos e colegas nas redes sociais. Se você ficou interessado em adotar o Audaces 360 e todas as suas soluções na sua empresa, clique aqui para que um dos nossos consultores entre em contato com você.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

31/12/2019

Gradação: exemplos de como a tecnologia pode ajudar nesse trabalho

Escrito por Audaces

26/12/2019

Enfestos: 3 tecnologias para obter alto desempenho e qualidade

Escrito por Audaces

24/12/2019

Como conseguir maior velocidade no corte de tecidos

Escrito por Audaces