Que curso de moda fazer no exterior?

Estudar moda no exterior pode ser mais do que um sonho – um investimento na carreira. Mas como escolher o curso adequado dentre tantas opções e instituições? Para cada momento de nossas vidas profissionais, precisamos de formações que direcionem o conteúdo, a forma, o certificado e até que nos possibilitem um networking interessante.

 

Ronaldo Fraga – após se formar na UFMG, se especializou na Parson’s School, em Nova York, e na Saint Martins, em Londres/ Reprodução

 

 

Cursos de verão 

São cursos rápidos que acontecem nas férias de julho, por isso, são destinados aos universitários e alunos de cursos técnicos. Têm atraído muitos brasileiros por serem flexíveis – quanto a admissão e idioma (geralmente têm tradução simultânea) – e por terem custo mais acessível. Por ser de curta duração, essas formações focam em um assunto e tentam explorá-lo ao máximo. Além do certificado, fica o gostinho de quero mais e a experiência internacional supervalorizada pelas empresas nacionais.

Faculdades

Além de valorizar o currículo, a graduação no exterior desenvolve competências como flexibilidade, capacidade de adaptação e habilidades interculturais. O aluno tem a chance de desenvolver seus estudos com professores que ensinaram renomados designers mundiais e estagiar em empresas importantes do segmento. Essa é a opção para quem tem certeza da área de atuação, deseja e pode viver fora do país por longos anos e ainda não começou uma carreira profissional.

MBA

Se você já é graduado, mesmo que em outro curso que não moda, e tem experiência de mercado, a pós-graduação poderá lhe servir de atualização, abrir novas perspectivas de crescimento profissional ou mesmo redirecionar sua formação. Esses cursos são mais rápidos que uma nova faculdade e mais direcionados às práticas de mercado. A sua bagagem pessoal de conhecimento e experiências serão determinantes no sucesso e aproveitamento do curso. Geralmente é possível conciliar um emprego aos estudos de MBA e você fará um networking significativo.

Mestrado e Doutorado

Essas opções cada vez mais ganham adeptos fora do meio acadêmico. Muitas empresas têm valorizado profissionais com esses títulos, pois demonstram uma capacidade de análise, síntese, pesquisa e interpretação muito acima da média. Esses níveis de estudo são muito demorados e requerem, geralmente, dedicação exclusiva. Além de docentes e pesquisadores, são destinados a profissionais plenos que buscam uma visão mais holística.

 

 

 

 

 

 

 

Ranking das melhores escolas de moda do mundo/ Fonte: site do site Fashionista

 

 

O site Fashionista.com organizou uma lista com as 50 melhores escolas de moda do mundo que oferecem cursos nas mais diversas modalidades e áreas. O ranking foi estabelecido após análises de estudantes, funcionários das escolas, empresas que contratam graduados, profissionais da indústria, valores das mensalidades, número de estudantes, variedade na programação e quem são os ex-alunos famosos! Acesse a lista completa aqui

Por Eduardo Vilas Bôas
Professor de Moda do Senac SP

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *