Por que utilizar ferramentas de modelagem na confecção?

A modelagem foi uma das áreas da indústria têxtil que mais passou por transformações e reformulações conforme o mercado de moda prêt-à-porter cresceu. O profissional que transforma um modelo em um objeto concreto e que trabalha em parceria com o estilista teve que aprimorar as suas técnicas e métodos para acompanhar os avanços tecnológicos da área.

No mercado de moda altamente competitivo, a modelagem das peças agrega valor ao produto quando trabalha alinhada ao desejo do consumidor em adquirir uma peça que satisfaça plenamente as suas necessidades. Conforme a indústria foi evoluindo, ficaram cada vez mais comuns a utilização de ferramentas de modelagem para tornar este processo mais eficaz.

As ferramentas de modelagem

Empresas de todos os portes que buscam ganhar em produtividade e reduzir o desperdício têm utilizado para a modelagem industrial ferramentas de modelagem desenvolvidas por meio dos sistemas CAD/CAM. Esta tecnologia de uso fácil e intuitivo oferece opções específicas para a confecção de moldes, graduação e encaixe, o que permite a criação de peças básicas de vestuário em cinco minutos.

Essas ferramentas de modelagem, que evitam o desperdício de tecidos na hora do corte, facilitam todo o processo produtivo por representarem uma grande economia de tempo. Este processo ocorre porque os programas permitem que os moldes sejam desenvolvidos através da alteração de bases arquivadas no sistema ou digitalizadas a partir de moldes físicos.

O trabalho na prática

O processo para fazer isso é simples e segue a mesma linha lógica da modelagem manual. A diferença é que o profissional vai se libertar da rigidez do trabalho em uma mesa utilizando lápis, papel e tesoura porque passará a trabalhar com a tela de um computador.

Com as ferramentas de modelagem que usam a tecnologia, o traçado da modelagem passa a ser feito com a inserção das medidas do molde e com a movimentação de pontos feitas com o mouse e as opções do software disponíveis.

Depois que o profissional desenvolve o molde direto no computador ou digitaliza o molde através de uma câmera digital, é realizado a graduação dos moldes e depois de definida a grade de corte, o encaixe é gerado e reproduzido em um plotter (impressora de desenhos em grandes proporções). Finalizado este trabalho, basta aplicar o risco do plotter sobre o tecido e cortar o encaixe.

Vantagens destas ferramentas

Entre as vantagens das ferramentas de modelagem que utilizam os sistemas CAD/CAM estão a agilidade e a precisão no momento de efetuar a graduação e o encaixe dos moldes. Estas soluções permitem, por exemplo, a configuração de uma graduação automática. Para isso, são utilizadas as medidas de tabelas da empresa.

O programa também oferece ferramentas de piques e margens de costura e calcula as alterações nos moldes em função de percentuais de encolhimento previstos para cada tipo de tecido. Outra vantagem das ferramentas de modelagem é que elas permitem encaixes automáticos e interativos.

Com todas estas possibilidades, o profissional que atua com a modelagem acaba ganhando tempo neste processo, podendo investir mais em pesquisas e atualizações. Para a empresa, as ferramentas de modelagem trazem redução de desperdícios, economia com a matéria prima e maior eficiência já que concluído o processo de simulação do encaixe, o sistema fornece o consumo total de tecido, o consumo médio por peça e o índice de aproveitamento para a produção.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *