Moda e Indumentária: o que os artefatos de museu revelam

Além de registrar a história e guardar obras de arte, os museus também são lugares onde a moda e a indumentária de uma época encontram espaço e são utilizadas para recontar a história, características culturais e práticas sociais de um povo.

O acervo de fotografias e de trajes de época guardados nos museus se transformaram em alvo de uma pesquisa de Iniciação Científica, que culminou na publicação do artigo Moda e Indumentária aplicada ao estudo da museologia.

A pesquisa, realizada pelo grupo Museu da Indumentária e da Moda (MIMO) – do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Design da Universidade Anhembi Morumbi -, teve como foco central a análise da moda e indumentária por meio de fotografias de álbuns de famílias e trajes de época. E abordou como a memória e práticas sociais contribuem para o estudo do vestuário.

O trabalho teve como objetivo observar de que forma as práticas sociais e culturais são mostradas por meio da moda e indumentária. Também buscou compreender de que maneira a museologia contribui para registrar e difundir o retrato de cena social, tendo como estudo as peças do vestuário feminino.

O estudo conseguiu identificar a importância da memória, da moda e da indumentária que contam histórias por meio de peças históricas. A partir desta análise, os pesquisadores puderam compreender como as práticas culturais e sociais relacionam-se à moda e de que forma podem ser captadas por meio de estudos museológicos e artefatos da história.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *