Euforia global: distância não impede consumo de moda no mundo

Com mais de 200 lojas nos quatro cantos do mundo, e ainda sem data de chegada ao Brasil – embora já se tenha ouvido rumores do interesse -, a Hennes & Mauritz (H&M) antes conhecida como loja de preço baixo e mercadoria popular, têm bastante sucesso nas suas investidas de coleções “cápsulas” com designers renomados.

Embora a notícia pareça velha e esse tipo de ação de marketing também seja mais do que testado, aparentemente continua funcionando muito bem e rendendo lucros para as empresas que usam o recurso. E não por acaso que o endosso de celebridades ainda seja uma das ferramentas mais utilizadas em eventos de lançamento de produtos.

O frisson já começou no outro lado do mundo. Na última semana, a coleção Isabel Marant for H&M foi divulgada, causando uma “euforia global”em que pessoas se articularam para comprar suas peças nas primeiras horas de venda.

Todos os anos, nesta mesma época, a H&M gera “euforia global” ao lançar uma coleção assinada por estilistas renomados. Ano passado, a marca teve peças assinadas por Martin Margiela, e nos anos anteriores por Roberto Cavalli , Viktor & Rolf, Stella McCartney, Karl Lagerfeld, entre outros famosos.

 

Coleções provocam euforia global e levam consumidor a comprar produtos de moda do outro lado do mundo/ Reprodução

 

Parece incrível, mas tem gente que reside em locais onde a coleção não vai chegar, como no caso do Brasil, e estão fazendo as suas encomendas em sites de relacionamento com vista na chance de possuir uma peça da designer francesa mais queridinha do mundo fashion.

O mapa mundi e as distâncias geográficas parecem ter ficado realmente insignificantes quando se trata do consumo de produtos de moda…

Por Maria Alice Rocha
Doutora (PhD) em Design de Moda

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *