Entrevista: automação industrial traz benefícios às confecções

No setor de vestuário, atualmente se discute a importância e a necessidade do investimento em tecnologia para se implantar a automação industrial. A concorrência com os produtos – importados e nacionais – leva as empresas à adquirirem maquinário e sistemas automatizados para melhorar a qualidade das roupas, aumentar a produtividade e reduzir custos.

 

Este foi o tema abordado durante o evento VIP – promovido pela Audaces na Tecnotêxtil Brasil 2013 – em palestra com o Mauro Pereira, consultor especialista na área têxtil e de confecção. Em entrevista, ele falou sobre a necessidade das empresas buscarem a profissionalização e a modernização. Confira:

Qual é o principal desafio das empresas do setor de vestuário?
Mauro Pereira
– O principal desafio é encarar que elas precisam se organizar. Primeiro, a indústria precisa entender, que antes de reivindicar algo, precisa se organizar. Ela necessita planejar as suas ações e comprar de maneira eficiente. Em resumo, precisa se profissionalizar.

Como elas podem se profissionalizar?
Mauro Pereira
– Eles precisam buscar informações nas escolas, participar de eventos, ou seja, necessitam ir trás da informação.

Existem outras formas?
Mauro Pereira
– Se a empresa tem recurso, uma possibilidade é contratar uma consultoria. Caso não tenha, pode ir nas universidades e buscar a consultoria júnior que elas têm, isso pode ajudar bastante.

Por que o investimento em tecnologia para essas empresas é tão importante?
Mauro Pereira
– A modernização é a única forma. Ou se modernizam ou serão engolidas pela concorrência. Existe uma resistência por falta de conhecimento. A industria da moda, em geral, possui uma estrutura amadora e precisa se profissionalizar.

Por que os produtos estrangeiros estão entrando no mercado e deixando os empresários preocupados?
Mauro Pereira
– O produto estrangeiro só entra por deficiência da nossa produção. Se a empresa tem condições de atender o mercado, não é preciso importar. A medida que as industrias se profissonalizam até a concorrência deixa de existir.

Que dica você dá para os empresários?
Mauro Pereira
– Acho que a melhor dica é que o empresário deve fazer uma reflexão daquilo que ele quer quando a empresa crescer, ou seja, aonde ele pretende chegar e traçar um plano para alcançar os objetivos.

 

Leia mais:

Confecções automatizadas são mais competitivas

Modelagem automatizada de roupa : experiência com Audaces Vestuário 

Sua confecção precisa crescer? Conheça os benefícios da sala de corte automatizada

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *