Entrevista – Aldine Leonhardt

Olá, leitor (a) do Clube News! A entrevista desta segunda edição de agosto é com a instrutora de malharia e colunista do portal Audaces, Aldine Leonhardt. Acompanhe.

Clube News – Você poderia nos contar um pouco da sua formação profissional?

Aldine Leonhardt – Possuo Graduação em Moda pela Universidade Feevale (Novo Hamburgo/RS), Pós-Graduação em Artes Visuais – Cultura e Criação pelo SENAC/RS, e Aperfeiçoamento em Personal Stylist pelo SENAC Novo Hamburgo/RS. Também fiz alguns cursos de curta duração voltados à Educação Profissional, de Audaces e de Programação de Teares Eletrônicos. Sou Instrutora de Educação Profissional do SENAI, na área da Malharia, em Farroupilha/RS, atuo como modelista de peças sob medida e presto consultoria de moda e imagem pessoal. Além das atividades de ensino técnico e graduação, também atuo na área de Aprendizagem Industrial Profissional, que capacita jovens para atuarem diretamente na indústria da moda.

CN – Você é instrutora de educação profissional no ramo de malharia. Que orientações você daria para que uma confecção tenha êxito ao trabalhar com esse tipo de material?

Aldine – O usuário de malhas sempre preza pela qualidade e exige isso em toda e qualquer peça que adquirir. Então, acredito que o elemento essencial para o sucesso de uma malharia é a qualidade, desde os fios que não gerarão "piling" (bolinhas geradas na malha pelo atrito) aos pontos homogêneos e acabamentos impecáveis.

CN – Como professora, como você avalia a importância da formação técnica para indústria do vestuário e como esses futuros profissionais poderão contribuir para aumentar a competitividade do Brasil no setor?

Aldine – A formação técnica proporciona ao mercado de trabalho profissionais com domínio da função e com conhecimentos específicos. Eles anseiam por crescimento, já que optaram por uma carreira que lhes agrada e satisfaz. Profissionais apaixonados pelo que fazem tendem a crescer e se desenvolver na área com maior facilidade e rapidez, agregando valor ao trabalho e, consequentemente, gerando uma maior competitividade no setor.

CN – Você também é consultora de moda e imagem. Com base em sua experiência, poderia dar dicas de como aliar vestuário, acessórios e maquiagem na composição de um "look"? O que deve ser levado em conta para se alcançar harmonia?

Aldine – A consultoria de moda e imagem oferece ao cliente a possibilidade de adequar seu tipo físico ao estilo pessoal, aliados às tendências de moda. Ao se vestir, é necessário observar vários fatores essenciais como estilo de vida, tipo físico, ambiente, estação do ano, ocasião, entre outros. A minha orientação para evitar erros é bem clássica: "o menos é mais". Sempre que não sentir segurança para usar determinada cor, peça do vestuário ou acessório, evite-o, pois a imagem pessoal é um cartão de visitas que deve transmitir exatamente o que se deseja. Sugestões de cortes e modelagens, comprimentos e cores são muito particulares, logo, distintas de pessoa para pessoa.

CN – Ainda em relação à consultoria de imagem, como o vestuário pode influenciar na percepção das pessoas, principalmente no mercado de trabalho?

Aldine – Como mencionei anteriormente, o vestuário é o principal cartão de visitas e quando não utilizado adequadamente pode transmitir a mensagem errada e prejudicar o profissional. Para evitar erros, oriento buscar ajuda de um consultor de moda e imagem, que sugerirá as peças mais adequadas para determinada ocasião e ajudará a transmitir a mensagem que se deseja, trabalhando principalmente com a psicologia da moda, que faz uso das cores e de roupas no intuito de transmitir estilos e pensamentos. Posso usar como exemplo a cor azul claro, indicada para entrevistas de emprego, já que a mesma transmite paz e tranquilidade, podendo interferir até mesmo no estado emocional do entrevistador.

Veja as postagens de Aldine Leonhardt no blog Falando de Educação

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *