Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

16/06/2016

Como diminuir o custo de tecido no setor de corte

Por Thais Beloso

Estilista e modelista autônoma (moda feminina casual e moda pet)

 

Toda confecção apresenta um setor de corte que é responsável pelo encaixe dos moldes, enfesto dos tecidos e a realização dos cortes. Esse processo envolve um estudo dos moldes a serem encaixados e a melhor disposição sobre o enfesto, tentando sempre descobrir como diminuir o custo do tecido, encaixando o maior número de moldes possíveis em uma determinada metragem.

 

Porém, após o corte é possível observar sobras de tecidos que não foram aproveitados no encaixe, e que devido ao seu pequeno tamanho não servirão futuramente em outros cortes.

 

É justamente por causa dessas sobras que o setor de corte é um dos que gera o maior descarte de matéria-prima, sendo o principal responsável pela elevação de custos da produção, pois se o cortador não souber realizar um encaixe eficiente e capaz de obter o maior rendimento possível, o consumo de tecido será maior e automaticamente aumentará o custo da produção.

 

Veja nas imagens alguns exemplos de encaixe e entenda como diminuir os custos de tecido no setor de corte é imprescindível para a economia da sua confecção.

 

Exemplo de encaixe utilizando a inteligência no sistema Audaces Encaixe.

 

Além da necessidade de aproveitamento dos tecidos, é necessário ter muita atenção com relação à posição dos moldes, pois um encaixe fora do fio, incompleto ou posicionado do lado errado pode comprometer todo o corte, gerando defeitos na costura e necessitando de reposição das partes defeituosas.

 

Observe que erros não acarretam apenas perdas de matéria-prima, mas também exigem um retrabalho da equipe, tendo-se o tempo e o custo da mão de obra ainda para se somar. Porém, esse prejuízo pode ser pequeno se a empresa ainda possuir tecido do mesmo lote utilizado no primeiro enfesto para repor tais peças, caso contrário, corre-se um grande risco de se obter um lote de tecido que apresente nuances (diferentes tonalidades), o que não permite apenas a reposição das peças, mas sim a perda total ou parcial do corte realizado e a necessidade de se fazer um novo enfesto, agravando ainda mais os prejuízos.

 

Erro comum 1

Exemplo de encaixe realizado com peças incompletas. Observe que faltam as golas da camisete para completar o modelo de camisete básica.

 

Erro comum 2

Exemplo de encaixe realizado com peças posicionadas no mesmo lado. Observe que a frente deveria apresentar lado direito e esquerdo, mas estão todas posicionadas no lado direito.

 

Quando o encaixe é feito manualmente, cometer esses erros torna-se muito mais comum. Porém, se ele é feito através de um sistema automático, a precisão é maior e o cálculo é preciso.

 

Ficou mais fácil saber como diminuir o custo do tecido no setor de corte? Aprenda mais sobre este assunto baixando gratuitamente o e-book Encaixe Automático para Confecções.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

modelagem-e-costura-novo-podcast-apresenta-influenciadora-digital-audaces

20/09/2019

Novo podcast apresenta influenciadora digital que ensina modelagem e costura

Escrito por Audaces

desenvolvimento-de-colecao-de-moda-estrategias-acertar-audaces

19/09/2019

3 estratégias para acertar no desenvolvimento de coleção de moda

Escrito por Audaces

17/09/2019

Gestão de moda: 7 cases de sucesso para se inspirar

Escrito por Audaces