Como desenhar roupas de maneira automatizada e reduzir custos?

A indústria da moda está vivendo uma nova era de crescimento. De acordo com o McKinsey Global Fashion Index, na última década este segmento da economia cresceu 5,5% por ano, em média, no mundo. No Brasil, especialmente nos últimos anos, também se percebe uma retomada do setor têxtil e de confecção.

Ainda de acordo com a McKinsey, a indústria têxtil e do vestuário deverá faturar US$ 2,4 trilhões (cerca de R$ 7,88 trilhões) no mundo em 2017. Uma das principais vias de evolução da indústria tem sido o uso da tecnologia tanto para o desenho de roupas quanto em diferentes processos de automação da produção.

Uma das tecnologias com maior difusão e uma tendência de moda nos últimos anos é o desenho de roupas de maneira automatizada. O uso desta tecnologia está cada vez mais sendo adotado por empresas de diferentes portes porque ela traz redução de custos, algo vital em uma indústria cada vez mais competitiva e alinhada com as melhores práticas.

Entre as vantagens competitivas do desenho de roupas automatizado está o aumento da eficiência e a integração do conceito do design no custo da confecção.

A força da automação

De acordo com um estudo publicado pelo McKinsey Global Institute em janeiro de 2017, até 2055 cerca de 51% das tarefas feitas atualmente nos Estados Unidos – de atividades físicas que podem ser previstas até a captação e processamento de informações – serão automatizadas.

Neste processo de automação, segundo o instituto, os segmentos da economia que mais devem adotar as novas tecnologias são a indústria e as vendas. Um artigo recente do site Business of Fashion prevê que a moda vai caminhar de forma inevitável em direção à automação. E não apenas da produção, no “chão de fábrica”, mas também em trabalhos criativos, como o design das peças.

Uma das tendências de moda é justamente o investimento em modelos verticais de produção, com um número maior de marcas investindo em seus próprios equipamentos de automação. De acordo com o Business of Fashion, a automação fará as marcas produzirem em resposta às demandas dos clientes com muito mais rapidez do que em qualquer outra época, eliminando desperdícios e a improdutividade.

Como desenhar roupas usando a automação

Existem produtos no mercado que possibilitam a integração completa de todos os processos da confecção, incluindo a criação de peças, a modelagem, a graduação, o encaixe das peças, a plotagem e o corte final.

A integração é feita de forma digital, com o cliente tendo a versatilidade de criar as peças diretamente no computador, digitalizar os moldes da coleção caso seja necessário ou, o que está ainda mais alinhado com as novas tendências da moda, optando pelas funções automáticas de modelagem.

O desenho automático de roupas permite a graduação automática dos tamanhos e os cálculos de encaixe com o melhor aproveitamento dos tecidos.

ebook-design-audaces

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *