Cartela de cores: definindo as características da coleção

A escolha das cores é fundamental para embasar uma nova coleção. A escolha correta pode definir o sucesso ou fracasso na comercialização das peças, já que a cor, assim como a modelagem e o corte da roupa, estão entre as características mais observadas pelo consumidor. 

A escolha da cartela de cores normalmente leva em consideração o tema escolhido para a coleção. No caso de um tema romântico, por exemplo, tons pastel – tão em voga nesta temporada – devem ter preferência. 

 

Fonte: Pantone/Divulgação

No livro Inventando Moda, Doris Treptow enfatiza que a cartela de cores de uma coleção deve ser composta por todas as cores que serão utilizadas, incluindo preto e branco. Segundo ela, o tamanho da cartela varia, principalmente em função do número de segmentos que a empresa atende (feminino, masculino, infantil; ou casual, esportivo, festa). 

A autora – que é considerada uma referência na área da moda – explica que, geralmente, uma cartela com 8 a 9 cores é suficiente para compor um coleção. Ela explica algumas regras que devem ser seguidas pela empresa para melhor visualização da cartela como, por exemplo:

 

  • Cartela deve ser apresentada sobre fundo branco;
  • O intervalo mínimo de 1 cm entre uma amostra e outra deve ser respeitado;
  • O tamanho mínimo da amostra deve ser de 2 x 3 cm ou 3 X 2 cm;
  • As amostras devem ser uniforme, sem textura ou diferenças de nuances;
  • As amostras devem ser compostas por material da mesma textura, brilho e composição;
  • Cores devem ser identificadas por códigos ou por nomes. 

Como o olho humano é capaz de identificar cerca de 350 mil cores, é impossível dar nomes específicos para todas elas. Em função do grande número de cores diferentes, o sistema Pantone de codificação de cores foi adotado mundialmente, estabelecendo uma codificação alfanumérica para cores em tecido ou em papel. 

Conforme explica Doris, trata-se de um código de seis dígitos que identifica a posição da cor quanto a sua gama (dois primeiros dígitos), sua luminosidade e quantidade de branco e preto (terceiro e quarto dígito), e sua intensidade (dois últimos dígitos).

 

 

 

 

 

 

Fonte: Pantone/Divulgação

Na cartela, além das cores tradicionais (preto, branco, vermelho e marinho), normalmente aparecem as cores apontadas como tendências no segmento. Para 2013, por exemplo, o destaque deve ficar com o verde esmeralda – apontado pela Pantone como cor referência do ano. No ano passado, a distinção de cor do ano ficou com a tangerine tango

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *