Biquíni Brasileiro (Duas Peças): a fragmentação do maiô

Por Aldine Leonhardt

Instrutora de Malharia e Consultora de Moda e Imagem

 

No final da década de 50, no Brasil, o principal traje de banho ainda era o maiô, quando o biquíni brasileiro foi aceito e passou a aparecer nas praias. Neste momento, o novo traje foi também chamado de “quatro triângulos de nada” ou então de “duas-peças”.

Biquíni nos anos 50 no Brasil. Fonte: Badulakit.

               

Observando do ponto de vista das artes visuais, bem como da moda, o biquíni brasileiro nada mais é que uma fragmentação do maiô, podendo ser dividido em quatro triângulos – como a imagem a seguir, onde o biquíni tem formas triangulares – ou então em duas peças, a contar a calcinha e o top.

Da esquerda, um biquini, seguido de dois maiôs. Fonte: Fashion Bubbles.

 

Esse processo de ruptura das formas que ocorreu na transição do maiô para o biquíni brasileiro continua na moda praia. Inspirados no strappy bra, também chamado de sutiã de tiras, os maiôs e biquínis que dividem suas alças e cavas em várias tiras devem estar presentes em mais este verão.

Modelos de strappy bra. Fonte: Dora Adora.

 

Biquíni com tiras no lugar das alças. Fonte: Cia Marítima.

 

Neste maiô as alças e o corpo dão lugar às finas tiras. Fonte: Cia Marítima.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *