A importância da cartela de cores nas coleções de moda

Por Francys Saleh

Designer e docente no curso de Design de Moda na Universidade Católica de Pelotas (UCPEL)

 

CARTELA DE CORES

 

A cartela de cores de uma coleção de moda deve ser composta por todas as cores que serão utilizadas, incluindo preto e branco. A cartela deve reportar ao tema escolhido para a coleção. Por exemplo, tema romântico: cores pastel, gama de rosados, tema gótico: cores escuras, tema "energético": cores fortes e intensas.

O tamanho da cartela pode variar, principalmente em função do número de segmento que a empresa atender (feminino, masculino, infantil, ou casual, esportivo, festa).

 


Paleta de cores utilizada pela Louis Vuitton.

                         Imagem: Divulgação

 

 

Uma coleção que atenda apenas a um segmento (ex.: casual infantil) possui em torno de seis a 12 cores. Cartelas com oito a nove cores são, geralmente, o suficiente para compor uma coleção, mas isso certamente não é uma regra fixa.

 

Podem existir variações de tonalidade para cada cor escolhida devido às diferentes texturas, composições e tingimentos dos tecidos. Uma cor como cinza médio, por exemplo, pode ser obtida por meio do tingimento completo sobre tecido de algodão, uso de fibras mescladas em malharia ou padronagens tradicionais de lã como o tweed ou o espinha de peixe em preto e branco. O resultado desses três tecidos, quando observados a distância, é de um cinza médio.

 

Para facilitar a visualização, a cartela básica de cores nas coleções de moda devem ser apresentadas sobre fundo branco e deve ser mantido um intervalo mínimo de 1 cm entre uma amostra de cor e outra. Essa "regra de ouro" serve para que as cores não exerçam interferência umas sobre as outras. O tamanho mínimo para a amostra de cor é de 2 x 3 cm ou 3 x 2 cm. A amostra deve ser uniforme em seu tingimento, ou seja, sem textura, sem diferenças de nuances. Como existem diferenças visuais em amostras de cor conforme a base de amostra (tecidos de algodão, tecidos de poliéster, tecido acetinado, papel fosco, papel brilhante), aconselha-se que a cartela seja composta por material de mesma textura, brilho e composição.

 

 


Imagem: Divulgação

Muitos designers atribuem suas escolhas aos painéis concebidos a partir do tema de inspiração, mas o processo não é tão simples como parece e requer considerações práticas. Para escolher as cores adequadas, nunca esqueça do mercado-alvo da coleção e seus gostos. Roupas infantis tendem a utilizar cores vibrantes, pois são cores populares entre as crianças. Considere também o tipo de roupa a ser produzido e a estação do ano. Nem todas as cores são adequadas a todos os tecidos, portanto avalie suas escolhas levando em conta o tecido em que a cor será utilizada e em que proporção estará distribuída na coleção. Um equilíbrio no uso das cores neutras ou básicas e de cores intensas ou consideradas “cores de moda” é necessário para motivar vendas.

 

Saiba mais:

Color block de volta à ativa

Aposte no look total White no verão 2016

Qual a importância da cor para o consumidor?

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *