Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

desenhar-roupas

23/05/2017

10 dicas para desenhar roupas com mais agilidade

Quem trabalha com moda sabe que a inspiração é um elemento importante do processo criativo, mas que nada substitui o trabalho duro. Uma parte fundamental do trabalho do estilista é desenhar roupas, e para criar com maior agilidade valem algumas dicas.

Como em quase todas as atividades humanas, a prática leva ao aperfeiçoamento e pode levar à perfeição. Então desenhe, desenhe e desenhe. Aprimore sempre a sua técnica de desenhar roupas. Com o trabalho contínuo você vai ganhando cada vez mais estilo e assinatura de seus trabalhos. Não importa se você é iniciante nesta área ou tem vários anos de experiência. Alguma das dicas abaixo poderão ajudar você no seu trabalho diário.

Como desenhar roupas com mais agilidade

1. Comece pelo corpo humano

Comece aprendendo e aperfeiçoando o desenho do corpo humano, porque esta é a base para qualquer criação de traje ou acessório. O importante, neste processo, é que você absorva o entendimento sobre as proporções do corpo. Depois que você praticar bastante com o modelo em posição frontal, poderá desenvolver a técnica de muitos estilistas de trabalhar o corpo humano em poses mais naturais – pensando já como se a modelo estivesse desfilando na passarela.

2. Do esboço até o traço final

Depois que as proporções do corpo humano estiverem “entranhadas” no seu inconsciente vale investir tempo nos primeiros croquis (esboços) de suas criações. A dica é sempre começar soltando a imaginação e a criatividade com traços mais livres e rabiscados feitos a lápis. Depois que a ideia estiver mais consolidada você pode reforçar os traços mais importantes com tinta antes de partir para a coloração da roupa.

3. O passo-a-passo mais simples

O primeiro traço que você deve fazer na busca pela prática de desenhar o corpo humano será feito na vertical. Em uma folha de papel rabisque uma linha reta que vai representar o centro da gravidade do seu modelo. No topo desta linha faça a cabeça em forma oval. Em seguida, no meio da linha vertical, rabisque um quadrado para representar a região pélvica da silhueta. Quanto maior este quadrado, maiores as medidas do seu modelo.

Também imagine que se o corpo não estiver em posição reta e sim inclinado para um dos lados, este quadrado deve ser desenhado ao lado da linha vertical central. Finalmente, para terminar a silhueta do modelo, desenhe o torso com duas linhas para cima e com uma linha reta sobre elas pouco abaixo da cabeça. Com esta base é possível começar a desenhar o corpo além da base inicial.

4. Desenvolva o seu estilo

Depois de aprender o básico e praticar bem as proporções do corpo humano no papel, experimente. Procure criar para diferentes tipos de silhueta e de corpo, brinque com diferentes escolas de estilo e referências culturais. Desenhe muito. Quanto mais você desenhar, será mais fácil identificar quais tipos você desenha melhor. Vale estudar também outros artistas e experimentar o estilo deles. Depois de tentar diferentes formas de desenhar você vai conseguir desenvolver um traço próprio e uma assinatura.

5. Frente e verso

Depois que os traços rabiscados foram consolidados em um desenho final que “veste” a silhueta de uma pessoa, vale trabalhar na apresentação da roupa propriamente dita. Neste momento é importante você desenhar tanto a frente quanto o verso do vestido, mostrando como seria a parte da frente e a parte de trás. Ao fazer este detalhamento fica mais fácil apresenta variações da roupa e detalhes que poderão resultar em novas opções do traje.

6. Procure e pratique com tutoriais

Uma das vantagens da internet é a diversidade de informações e de conteúdo disponível em diferentes sites e aplicativos sobre moda. Uma boa dica é sempre procurar novas informações e tutoriais sobre o assunto em sites como o YouTube.

Alguns canais interessantes para explorar como desenhar roupas – inclusive de forma mais rápida e/ou detalhista e com dicas para diferentes níveis de aprendizado/prática – são o Caneta&Grafite, o Drawing & Paiting – The Virtual Instructor, Fashion Teaching, FSketcher, entre outros. Um site interessante e com tutoriais para diferentes níveis de profissionais é o University of Fashion.

7. Métodos alternativos

Quanto mais você desenhar roupas, mais facilidade você terá para fazer isso. Consequentemente, fará a proporção do corpo mais rápido e poderá, ultrapassada esta fase, desenhar os croquis com as proporções adequadas sem pensar duas vezes a respeito. Este é o caminho mais recomendado.

Mas se você já passou esta fase e precisa rapidamente de um croqui para trabalhar como base para a sua criação e não tem muito tempo para isso, existem alguns sites na internet que disponibilizam opções variadas e gratuitas. Algumas opções de croquis podem ser encontradas na University of Fashion, no I Draw Fashion, no Pinterest, no Fashionary, entre outros.

8. Mergulhe em referências e tendências

Depois de praticar bastante a arte de desenhar roupas, está na hora de começar a criar a sua própria coleção. O primeiro passo para isso é mergulhar em diferentes referências e buscar tendências do mercado.

Entre os sites interessantes para navegar e buscar estas informações estão o da Color Association of the United States, o Business of Fashion, o Sebrae Inteligência Setorial, o Fashion United, o FashionEdits, entre outros. Também busque referências de tendências e estilos em diferentes produtores culturais (como séries de TV, cinema, música, artes plásticas, etc.) para soltar a imaginação em suas criações.

9. Defina o perfil da sua coleção

Tão importante quanto buscar sempre novas referências e tendências para criar coleções e desenhar roupas interessantes é saber exatamente para quem você está criando as suas peças. Antes de criar é preciso conhecer bem (ou imaginar) o público-alvo, os gostos e o perfil de compra deste público. Quando você tiver isso claro será possível definir não apenas o estilo de cada peça, mas também o tecido, as cores e todos os detalhes que vão diferenciar aquele modelo de outros voltados para outros perfis de público.

10. Use a tecnologia como aliada

Depois que você praticou bastante a desenhar em papel, vale estudar as propostas do mercado para desenhar roupas com muito mais agilidade utilizando a tecnologia. Existem no mercado opções para iniciantes e para profissionais e empresas que estão buscando economia de tempo e otimizar processos. Entre as ferramentas profissionais que auxiliam no desenho de peças, o software mais recomendado é o Audaces 360.

ebook-design-audaces

8 respostas para “10 dicas para desenhar roupas com mais agilidade”

  1. Delma Marques disse:

    Gostei dessas dicas, pra mim que estou fazendo curso técnico de Figurino cênico é muito importante.

  2. Claudio disse:

    Gostei do seu artigo. Muito bom, bem explicativo, com ótimas dicas. Meus parabéns

  3. Vanderlei disse:

    Gostei bastante do seu artigo. Muito bom, bem explicativo, com dicas ótimas. Gosto muito de desenhar. Meus parabéns

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

10/12/2018

Qual a importância da cronoanálise no processo produtivo de moda

Escrito por Audaces

realidade-aumentada-marcas-criam-moda-audaces

06/12/2018

Conheça marcas que criam moda com realidade aumentada

Escrito por Audaces

marcacoes-internas-molde-descubra-importancia-modelagem-audaces

05/12/2018

Descubra qual é a importância das marcações internas em um molde

Escrito por Audaces